afeto

Para o futuro, precisamos de tempo presente.

Olha, se uma coisa mãe tem vantagem é que mãe não precisa de faculdade pra ser mãe, o fato é que se é mãe, simplesmente, porque se teve um filho, e pronto. Mas depois que a gente tem filho, parece também que isso é uma porta aberta pra quem quiser entrar na nossa vida, mas não […] Read more…

 

Acolhimento e afeto na adaptação escolar.

Todos os dias, desde que engravidei, passo por momentos de reflexão intensa, revisitar meus conceitos, minhas crenças, e mais forte do que tudo isso é de revisitar a minha história, e a nossa relação. Normalmente, essas reflexões acontecem no carro, quando eu consigo ficar sozinha para pensar, e ontem no caminho de volta para a […] Read more…

 

o lirismo da maternidade

Um dia desses vi um compartilhamento falando de um dos meus posts, e achei interessante o ponto de vista da pessoa que compartilhou. Ela dizia que falamos da maternidade com muita poesia, e deixando de lado os traumas, como se fosse possível crescer sem traumas, e que os traumas são necessários. Foi com um post […] Read more…

 

Além da fotografia.

Quando eu engravidei todo mundo me perguntou sobre o book de gestante, quando eu faria um book de grávida, a pressão de que se eu não tivesse ou fizesse um book desses eu iria me arrepender pelo resto da vida! Eu fui bem relutante, eu tenho vergonha de tirar fotos (confesso que algumas vezes achava […] Read more…

 

O consumo, minha culpa, e um pouco de afeto.

Ontem levamos Hugo à praia pela primeira vez, eu já tinha ido atrás da piscininha de plástico dele, mas não encontrei, não em preços acessíveis (porque R$116,00 numa piscina de plástico para praia é no mínimo absurdo). E também não comprei brinquedos de praia, porque ele coloca tudo na boca e eu acho que não […] Read more…

 
Raisa Arruda ~ 2018