Desde antes de me formar, sempre tive um grande contato com mães, crianças, famílias. Amo o trabalho da Psicologia da Educação, com seu cunho informativo, pedagógico, no sentido de ensinar e orientar de maneira educacional as famílias e professoras. Nesse período em que estive (e ainda estou) em contato com as famílias e as crianças, nessa postura de intervir, mas de informar e orientar, encontrei muitas pessoas que buscavam informação para compreender, buscavam informação para mudar, buscavam informação para orientar e transformar.

Claro, a mudança não acontece apenas com a informação, mas ela é uma forte aliada na transformação, pois amplia a visão, amplia os detalhes, e gera movimento para resolver o que precisa ser resolvido. Através da informação, a família consegue perceber alguns detalhes que antes passavam despercebidos, compreendem a necessidade de encontrar um profssional especializado para acompanhar e orientar de maneira mais próxima o caso.

Às vezes,  compreender um pouco mais sobre etapas do desenvolvimento, ou como uma criança aprende, ou o que significa limites, ou conceito de autonomia,  como é o processo de adaptação escolar, etc, ajuda muitos pais a conseguirem encontrar novos caminhos na relação com os filhos, novos caminhos na educação das crianças.

Existem muitas situações em que a família não sabe nem sobre o que tem dúvidas, qual informação precisa, e muito menos onde encontrar. Consomem de forma exagerada informações aleatórias em diversos locais, e demoram para encontrar uma solução, ou a quem de fato precisam recorrer. 

A dificuldade e confusao de informação em que muitas famílias se encontram, por estarem diante de diversos caminhos, várias fórmulas contraditórias, e se afastarem da experiência, da percepção de si e da relação familiar, faz com que muitos pais se sintam frustrados, impotentes, diante da relação com seus filhos. São diversos caminhos e teorias, e pouca reflexão, pouco questionamento, pouca orientação prática.

O sentimento de fracasso faz com que muitos percam a paciência com mais facilidade, percam o controle, sintam-se em falta de sintonia e de equilibrio, distanciando-se da infância, dificultando o diálogo e a compreensão. 

Pensando nisso, a Consultoria para Família foi criada para compreender, informar e aproximar a teoria da prática, através de aulas personalizadas para cada família e suas dúvidas.

Não é orientação psicológica ou terapia, mas a aproximação da teoria à prática, através do entendimento dessa teoria a partir da própria experiência e contexto familiar.

A Consultoria para Familia tem o objetivo de informar famílias sobre psicologia e desenvolvimento infantil, para auxiliar os pais a compreender sua relação familiar, e desta forma, possam distinguir, através da informação, quais caminhos tomar, e se necessário for, saber quais especialistas procurarem para acompanhamento.

É um caminho de transformar através da informação, possibilitando a reflexão e compreensão da teoria, para transformar a realidade familiar.

Para pais que buscam construir respostas, que buscam compreender o comportamento de seus filhos, que buscam conhecimento, que buscam empoderamento.

pexels-photo-108070-medium

Se você deseja saber mais sobre o serviço, basta clicar aqui!

Se você quer conhecer um pouco do conteúdo que pode ser trabalhado na consultoria, pode se inscrever na Oficina Lidando com as Emoções

E aí, o que achou da novidade?

Beijos,

Raisa